A História do Ananga Ranga

O Ananga Ranga é um livro indiano sobre a sexualidade humana que é freqüentemente confundido com o Kama Sutra (com alguns autores até mesmo se referindo ao Ananga Ranga como parte do Kama Sutra, um erro comum em “versões” online de ambos os livros contendo posições sexuais). Tal erro provavelmente ocorre devido ao fato de ambos livros serem escritos no mesmo idioma e tratarem de assuntos semelhantes (ambos incluindo descrições de posições sexuais). Outra similaridade entre os livros é que ambas traduções para o inglês dos originais em sânscrito foram publicadas pelo lingüista e explorador Sir Richard Burton, o Kama Sutra tendo sido publicado em 1883 e o Ananga Ranga dois anos depois.

Entretanto, existe uma forte conexão entre os dois trabalhos, já que o autor Kalyana Malla usou as informações obtidas no Kama Sutra como uma das fontes para escrever o Ananga Ranga, no princípio do século XVI (o primeiro foi escrito entre os séculos I e VI). A diferença mais perceptível entre os livros é que o Ananga Ranga era inteiramente dedicado ao sexo, enquanto o Kama Sutra também trata de aspectos éticos e sociais da vida na Índia antiga (ainda que o livro seja freqüentemente citado como uma simples lista de posições sexuais).

O autor do Ananga Ranga acreditava que a principal razão para separações entre casais era o desejo do marido de ter prazeres variados devido à monotonia no relacionamento. Por essa razão, o Ananga Ranga foi escrito visando prevenir essa separação, incluindo descrições de diversos tipos diferentes de beijos, mordidas, e mesmo tapas, sem mencionar uma coleção ampla de posições sexuais. Essas posições sexuais eram divididas em capítulos de acordo com a posição inicial. Kalyana acreditava que manter o casamento era responsabilidade do homem, e por essa razão o Ananga Ranga era escrito exclusivamente para os homens. O Ananga Ranga é também conhecido como Kama Shastra, especialmente em edições que se concentram nos capítulos sobre as posições sexuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *